Back
Next
LUTAS 2018 - ÀS ASSEMBLÉIAS !
De onde estiver, fique informado das notícias do seu sindicato!
Acesse o Sincohab também pelo seu celular!
27/04 - Em Assembleia, contando com razoável número de trabalhadores, representantes do Sincohab, SASP e SEESP informaram aos presentes os últimos acontecimentos da Campanha Salarial 2018 ocorridos em reunião com representantes da empresa no dia 25 último.

Nesta reunião, para o gáudio de todos, ficou garantida, em ata, a ultratividade, ou seja, a prorrogação do acordo anterior até que sejam concluídas as negociações de um novo, exceto por duas cláusulas, a de nº 39 do ACT, acerca do “Banco de Transferência”, e a de nº 68 acerca de fornecimento de uniforme e roupas de trabalho.

Em deliberação unânime da assembleia, todos concordaram em suspender essas duas cláusulas, garantindo as demais, enquanto se negocia novo acordo.

Os benefícios garantidos, somado ao reconhecimento da Data Base em 1º de Maio, trazem alívio a todos os trabalhadores que até então se achavam em sobressalto devido às incertezas jurídicas proporcionada pela deforma trabalhista.

No entanto e mesmo diante dessas pequenas vitórias, entendemos que ainda não há motivo para abaixarmos a guarda! Mantenhamo-nos atentos! Apesar da boa condução dos três sindicatos nas negociações e na estratégia adotada para a luta, conseguimos, somente e por enquanto, estarmos aptos a entrarmos em campo para lutarmos pelo próximo acordo. A prorrogação do acordo anterior nos propicia agora negociarmos em boas condições com a empresa. Portanto, a peleja sobre o novo acordo começa exatamente na próxima rodada de negociações, que já tem data e hora marcada, 09 de maio, 15h00.

Nesta ocasião a Mesa também foi questionada acerca das ações que foram tomadas quanto às dúvidas levantadas pela implantação do Código de Conduta. Foi informada que a empresa ainda não se pronunciou, e ficou reforçado mais uma vez que ninguém, por enquanto, siga na adesão ao Termo.
CDHU - Em Reunião com a Empresa,
Fica Garantida a Ultratividade!
Receba notícias do Sincohab
no seu Email particular
O Sincohab está em campanha para o cadastramento do E-mail particular, evitando assim que a comunicação se dê por meio de E-mails corporativos. Cadastre-se e fique tranquilo pois não será usado para outro fim.


Clicar aqui para cadastrar seu e-mail.
CDHU - Acordo Coletivo Mitigado!
15/05 - A intenção da empresa perante nosso Acordo Coletivo de Trabalho 2018 foi-nos apresentada na última reunião 09/05: Não bastasse rejeitarem todas as novas e legítimas reivindicações, a ordem agora é mitigar cláusulas que, segundo alegam, já constam da lei e, sendo assim, não há necessidade de repeti-las no Acordo Coletivo!

O fato primordial para entendimento de todos é que neste país as leis se modificam ao sabor de interesses de poderosos e o Acordo Coletivo é rocha que se firma a nosso lado! Ademais, a “reforma” recente que foi-nos imposta em nenhum ponto nos defende, ao contrário, nos expõe, nos debilita, nos vulnera! Temos que ter esta clareza! O Sincohab tem como bandeira a derrubada desta perversão jurídica inaugurada no país em 11 de novembro último. As cláusulas contidas no nosso Acordo Coletivo são mais legítimas que a própria lei.

A militância dos representantes dos funcionários no Sindicato e as fontes de financiamento da luta sindical também foram duramente atacadas. Ceder nesses pontos é abrir o caminho para o desaparecimento da defesa da categoria.

Em breve estaremos convocando os companheiros à assembleia pela defesa intransigente de nosso acordo coletivo, intacto, incólume e cidadão.

Entendemos que o Acordo Coletivo pertence a todos nós e temos que mostrar definitivamente que há forças desse lado dispostas a lutar por sua integridade.

Nenhum Direito a menos!
15/06 - As negociações entre representantes da CDHU e membros do Sincohab, Sasp e Seesp não avançam.

A empresa permanece resoluta oferecendo um pífio reajuste de 1,29% para salários e benefícios, o mesmo índice pelo qual outras empresas estatais fecharam seus acordos. Todavia, a proposta da empresa vai além, não poupando tesouradas em nosso caro Acordo Coletivo, propondo a subtração ou alteração de cláusulas conquistadas há mais de década, impondo o retrocesso social.

No recém-lançado “Código de Conduta” se lê que a empresa apoia a participação e representação dos empregados, mas a realidade tem sido outra sobre os que defendem os direitos da categoria. A CDHU teve dois anos para promover a eleição de um Representante dos Empregados no Conselho de Administração, mas até agora, a prejuízo dos trabalhadores, nada fez. Sobre a Participação dos Empregados na elaboração dos PPR, tampouco.

O Sincohab continua na defesa intransigente dos direitos conquistados do atual Acordo Coletivo, lutando por avanços, pela liberdade de atuação de representantes dos empregados pois entende que são frutos da luta de gestões anteriores e que pertencem às que virão, não podendo estes encontrar esse terreno diminuído.

Sobre a adesão ao Código de Conduta e Integridade, o Sincohab mantém a orientação anterior que, enquanto não respondidas as dúvidas elencadas à empresa, que os empregados não concluam a adesão.
SP-OBRAS -   CAMPANHA SALARIAL 2018
PONTOS POLÊMICOS TRAVAM NEGOCIAÇÕES
25/06 - Após seguidas reuniões com a representantes da empresa e em assembleias com os funcionários, os representantes dos trabalhadores na SP-Obras elaboraram e finalmente encaminharam à direção o posicionamento dos funcionários diante das questões apresentadas, alvo deste aditivo do ACT.

Dentre vários pontos polêmicos como o percentual de reajuste salarial e benefícios, planos de saúde, possibilidade de demissões, etc., foi destacado a inserção de 02 (dois) posicionamentos:

- A solicitação à empresa para que elabore relatório com informações claras e objetivas sobre quais ações a atual gestão está realizando à busca de novas receitas para o saneamento dos problemas econômico-financeiros apresentados nos últimos balancetes;

- Cláusula de Garantia de emprego aos funcionários de carreira."

A empresa informou que irá se posicionar.

Leia o Aditivo ao ACT 2017/2019 na íntegra:


Leia a 1ª Ata da Reunião para Negociação para o Aditivo ao ACT 2017/2019:
SP-OBRAS - 1º ENCONTRO DE REPRESENTAÇÕES
DOS EMPREGADOS
25/06 - Foi realizado na sede do Sincohab o 1º Encontro de Representações da SP-Obras

Foram convidados para o evento todos os membros eleitos pelos empregados da SP-Obras nos Conselhos Fiscal, de Administração, de Representação dos Empregados e da Diretoria de Representação dos Empregados. O evento teve como objetivo, salientar a importância do papel fiscalizatório das representações junto à gestão da empresa, priorizando os direitos dos funcionários e o bom uso do patrimônio público.

Dessa reunião formou-se um grupo de trabalho que, cumprindo suas obrigações enquanto representação dos funcionários nas várias instâncias de gestão da empresa, irá acompanhar o uso do patrimônio público com destaque especial à parte que direta ou indiretamente afeta os funcionários da SP-Obras, seja através dos contratos de obras, serviços ou de custeio firmados, seja através de acordos administrativo-financeiros formalizados, etc..

Algumas informações ja estão disponibilizadas no portal da transparência e as que lá não estiverem, serão solicitadas formalmente.

A iniciativa deverá se estender às demais empresas públicas representadas pelo Sincohab.
CDHU - As Negociações Não Avançam!
O Impasse Continua!!
CDHU - EM VOTAÇÃO APERTADA, ASSEMBLEIA
REJEITA CONTRAPROPOSTA
04/07 - Em votação apertada, sendo 17 votos contra e 13 a favor, foi rejeitada a contraproposta da CDHU. Os sindicatos Sincohab, Sasp e Seesp elaborarão ofício aos representantes da empresa informando da decisão da assembleia e o pronto reagendamento para retomada das negociações.

Quadro comparativo entre a proposta do Sincohab e a contraproposta da empresa.


Simulado sobre férias proposta pela empresa.

05/07 - Sincohab, a Diretoria de Participação dos Empregados - DPE, o Conselho de Representantes dos Empregados - CRE e o Conselho de Administração dos Empregados - CA, da SP-Urbanismo, informam à Categoria:

No último dia 19, realizamos outra rodada de discussões com a Diretoria Administrativa da São Paulo Urbanismo, da qual tiramos novos encaminhamentos da negociação do Acordo Coletivo 2018/2020:

1.     A Comissão de Negociação reiterou o repúdio à exclusão de benefícios conquistados, a duras penas e ao longo de vários anos, e que já integram os contratos individuais dos empregados, bem como fazem parte do planejamento familiar de cada um;

2.     Foi solicitada à empresa a concessão de acesso da DPE ao sistema SADIN para coleta de informações que subsidiarão o estudo de impacto financeiro relativo às perdas acumuladas dos salários e benefícios dos empregados, especialmente aquelas relacionadas à implantação do sistema de reembolso da Assistência Médica, que, além de defasado, vem acompanhado da perda de qualidade de atendimento dos planos de saúde;

3.     Ficou acordado entre as partes o agendamento da próxima reunião para o dia 24/07, havendo assim tempo necessário para a representação dos empregados formular uma contraproposta de negociação do ACT 2018/2020 que viabilize, de fato, a discussão em cima de dados e sugestões concretas e alinhadas ao que foi acordada durante assembleia dos empregados.  

A Comissão de negociação dos trabalhadores da SP Urbanismo está atenta às manifestações da Empresa e manterá a categoria informada a respeito das novidades da nossa campanha Salarial 2018.

Mais do que nunca, reforçamos nosso comprometimento na defesa dos direitos dos empregados e estamos abertos às discussões e esclarecimentos.
SP-URBANISMO -  SINCOHAB ENCABEÇA
REPÚDIO À EXCLUSÃO DE BENEFÍCIOS
10/07 - O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas e Cooperativas Habitacionais e Desenvolvimento Urbano do Estado de São Paulo - SINCOHAB, vem a presença de Vossa Senhoria, reiterar o pedido a esta Empresa Municipal de Urbanismo quanto ao BANCO DE HORAS, cláusula 71° do Acordo Coletivo de Trabalho vigente, pelos motivos a seguir expostos.

Os empregados que trabalharam horas em sobrejornada e que não foram compensadas no exercício de 2017, conforme a cláusula 71°, § 8o , alínea "a" do vigente Acordo Coletivo de Trabalho, devem ter as horas convertidas em horas extraordinárias, com os devidos acréscimos ajustados na cláusula 9o do Acordo Coletivo de Trabalho.

Neste sentido solicitamos a aplicação da cláusula 71° do Acordo Coletivo de Trabalho, com o devido pagamento das horas extraordinárias aos trabalhadores, dentro do prazo de 07 (sete) dias, escoado o prazo ingressaremos com ação de cumprimento, Art. 872 da CLT.

No aguardo do imediato cumprimento desta solicitação, respeitosamente, subscrevemos a presente.


Acesse o Ofício na Íntegra
SP-URBANISMO - BANCO DE HORAS
SINCOHAB EMITE OFÍCIO COBRANDO CUMPRIMENTO
DE CLÁUSULA DO ACORDO COLETIVO
11/07 - O Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas e Cooperativas Habitacionais e Desenvolvimento Urbano do Estado de São Paulo - SINCOHAB, vem pela presente à presença de Vossas Senhorias para comunicar que os trabalhadores reunidos em Assembleia Geral, na data de 04/07/2018 rejeitaram a Vossa contraproposta em relação a Pauta de Reivindicações com vistas à renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2018/2020 com data base em 1° de Maio.

Ressaltamos que a presente decisão da Assembleia autoriza o SINCOHAB a continuar a negociar com a Cia. De Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo - CDHU as cláusulas que compõem a referida contraproposta que não contemplam a Pauta de Reivindicações razão pela qual, solicitamos dessa Presidência o agendamento de nova reunião de negociação para o corrente mês no horário que Vossa Senhoria entender ser mais apropriado, na sede dessa empresa.


Leia na Íntegra
CDHU - SINCOHAB OFICIALIZA REJEIÇÃO EM
ASSEMBLEIA DA CONTRAPROPOSTA E COBRA CONTINUIDADE DAS NEGOCIAÇÕES